Ir para o conteúdo principal
Dicas

Como dizer adeus ao desconforto menstrual

Como dizer adeus ao desconforto menstrual
Fernanda Almeida
Redatora e Especialista em Produtos de Beleza5 meses atrás
View Fernanda Almeida's profile

Quando se trata de menstruação, a maioria de nós passa por algum nível de desconforto que vai além do desconforto físico. As mudanças hormonais também causam sintomas emocionais, com 3 em cada 4 pessoas que menstruam a relatar que sofrem com a TPM.

O que é a TPM?

"TPM é uma combinação de sintomas que surgem durante a fase luteal, imediatamente antes do período menstrual," diz Dra Jolene Brighten, NMD, FABNE. Ela explica que os sintomas da TPM podem estar relacionados tanto com o físico como com o humor, com as mulheres suscetíveis de experimentar qualquer um deles, desde inchaço e sensibilidade dos seios até irritabilidade ou maior propensão para chorar.

Mas o que causa estes efeitos todos os meses? "A TPM é provavelmente causada por um desequilíbrio hormonal, quer pela dominância do estrogénio ou por uma deficiência em progesterona ou uma curva de progesterona pouco saudável ao longo da fase luteal" explica Jes Hagan, educadora e técnica de saúde menstrual. Felizmente, Jes diz que os efeitos da TPM podem ser rapidamente eliminados com um estilo de vida e dieta adequados, ao contrário da perturbação disfórica pré-menstrual (PDPM), uma forma mais grave da condição.

Como aliviar os sintomas da TPM?

Como foi salientado por Jes, seguir um estilo de vida saudável pode ajudar a reduzir a gravidade dos sintomas da TPM na maioria dos casos. Isto inclui exercício regular, dormir bem, gestão do stress e uma dieta saudável e equilibrada, reduzindo a ingestão de cafeína, açúcar e álcool no período que antecede a menstruação.

A Dra. Brighten adiciona que suplementos de vitamina podem ser efetivos em ajudar a reduzir os sintomas. Suplementos de cálcio, vitamina B6, magnésio e ácidos gordos ómega 3 demonstraram ser particularmente benéficos.

O que é a perturbação disfórica pré-menstrual?

Embora a TPM e a PDPM partilhem alguns dos mesmos sintomas psicológicos e físicos, a perturbação disfórica pré-menstrual é uma condição muito mais grave. Afeta cerca de 1 em cada 20 pessoas que menstruam, diz Jes. "Os sintomas da PDPM interferem gravemente com a capacidade do indivíduo de viver a sua vida diária, enquanto que os sintomas de TPM são mais uma irritação tolerável".

Não é um desequilíbrio hormonal, "acredita-se que a PDPM seja um distúrbio neurológico celular causado por uma sensibilidade à queda natural do estrogénio & aumento da progesterona após a ovulação e é um distúrbio reprodutivo cíclico que surge durante a fase luteal do ciclo menstrual com sintomas que se apresentam cerca de 10-14 dias antes do início da menstruação" acrescenta Jes.

Ela também relata que os sintomas da condição incluem os sintomas de TPM, tais como:

  • Propensão ao choro
  • Sensibilidade dos seios
  • Desejo de comer
  • Alterações de humor
  • Irritabilidade/raiva
  • Sensibilidade emocional
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Perda súbita de autoestima
  • Névoa mental (do termo “brain fog”)
  • Dificuldade de concentração
  • Ideação suicida
  • Fadiga
  • Sensação de descontrolo
  • Inchaço
  • Dores musculares
  • Inchaço das articulações
  • Conflitos interpessoais

Como aliviar os sintomas da perturbação disfórica pré-menstrual

Se achares que podes estar a sentir sintomas da PDPM, é aconselhável falar com um profissional de saúde que te possa recomendar a forma correta de tratamento.

Como assinala Jes, "a PDPM pode ser mais complexa do que a TPM e requer intervenções mais intensivas e uma gestão a longo prazo". Embora existam opções de tratamentos com medicamentos para a PDPM, há mudanças no estilo de vida que podem ser feitas para ajudar a aliviar a intensidade dos sintomas.

"Alterações no estilo de vida e na dieta podem ter um enorme impacto na gravidade dos sintomas da PDPM" diz Jes. Estas incluem:

  • Tomar suplementos com micronutrientes essenciais para a saúde hormonal, como por exemplo: B6, cálcio, magnésio, ácidos gordos ómega-3 e vitamina D3.
  • Reduzir o consumo de alimentos processados, açúcar, álcool e cafeína.
  • Uma rotina de sono regular adequado e ininterrupto durante 7-9 horas para uma função hormonal saudável.
  • Atividade física, com pelo menos 30 minutos de exercício por dia e atividades mais intensivas em 3 dias da semana.
  • Aprender a utilizar estratégias para melhor gerir o stress e reduzir o impacto nas relações interpessoais.

O que é a menstruação?

A menstruação ocorre quando um óvulo não é fertilizado e o revestimento do útero é expelido em um processo de sangramento. De acordo com o NHS, e menstruação costuma durar entre 3 e 8 dias e a maioria das pessoas perdem uma quantidade de sangue equivalente a 5-12 colheres de chá por mês.

Durante este período, é comum sentir cólicas e fadiga, com sintomas que variam dependendo da quantidade de sangue perdido. Embora estes sintomas sejam comuns, a Dra. Brighten adverte para procurar aconselhamento profissional para "cólicas que interferem com as suas atividades diárias e a fazem vomitar ou chorar". Também deves procurar atendimento médico se sentires sinais de anemia.

Como reduzir o desconforto menstrual

O uso de compressas ou banhos quentes é um remédio caseiro utilizado há séculos que é sempre útil para reduzir a intensidade das cólicas, diz a Dra. Brighten.

Vitaminas e suplementos

O desconforto da menstruação pode ser aliviado com suplementos diários. Para além do magnésio e ácidos gordos ómega 3, a Dra. Brighten recomenda o glicinato, ervas anti-inflamatórias como o açafrão-da-índia e a ingestão de ferro em casos de anemia.

Os melhores produtos para fluxos mais fortes

Para um fluxo pesado ou médio, a Dra. Brighten aconselha a utilização de um coletor menstrual, tampões, absorventes ou roupas íntimas menstruais.

Coletor menstrual

Normalmente feitos de silicone ou borracha, os copos menstruais são inseridos na vagina e recolhem o sangue. São depois retirados e lavados antes de serem reutilizados.

Tampões

Normalmente feitos de algodão, os tampões são inseridos na vagina e absorvem o sangue internamente. Estão disponíveis com um aplicador e vêm com um fio numa extremidade que permite que o tampão seja puxado para fora. Deve ser trocados a cada 4-6 horas.

Absorventes

Os absorventes oferecem absorção externa e encaixam na roupa íntima. São uma opção popular e também deve ser trocados com frequência.

Roupa íntima menstrual

Uma alternativa aos absorventes, a roupa íntima menstrual é feita de material ultra absorvente para coletar o sangue externamente. Muitas vezes feitas de algodão, estas podem ser lavadas e reutilizadas, tornando-as uma opção sustentável.

Fernanda Almeida
Redatora e Especialista em Produtos de Beleza
View Fernanda Almeida's profile
Sou apaixonada pelo mundo da beleza desde a minha adolescência. Como sou nascida e criada no Rio de Janeiro, não é de surpreender que a minha filosofia de beleza seja bastante carioca: natural e descontraída, com foco em uma pele luminosa e cabelos saudáveis. Isto é possivel através de uma diligente rotina de autocuidado e usando maquilhagem estrategicamente para conseguir aquele aspeto radiante de uma segunda pele. Não vivo sem óleos faciais, um bom protetor solar, e um corretivo de longa duração e estou sempre atenta a possíveis novas adições à minha coleção. Já experimentei vários produtos e marcas, mas conviver com pele acneica durante a maior parte da minha vida tornou-me super exigente. Não é assim tão fácil ganhar um lugar permanente na minha rotina de beleza, porque só procuro produtos que demonstrem os melhores resultados. Adoro trocar segredos de beleza com pessoas do mundo inteiro e aprender sobre as mais novas tendências.
lfint